15.9 C
Vila Real
Sexta-feira, Abril 23, 2021
Inicio Cultura O cinema português em alta e com prémios

O cinema português em alta e com prémios

Os realizadores Pedro Costa e Tiago Guedes viram obras suas em competição premiadas nos festivais de cinema de Locarno e Veneza

Pedro Costa, cujo filme Vitalina Varela esteve a concurso no Festival de cinema de Locarno, foi distinguido com o prémio máximo desse festival: o Leopardo de Ouro. E a sua actriz Vitalina Varela recebeu o prémio da melhor actriz. O filme conta a história de uma mulher cabo-verdiana que, estando há mais de 25 anos à espera do seu bilhete de avião para juntar-se ao marido, chega a Portugal três dias depois do funeral deste último. Em Lisboa, Vitalina vai descobrir, ao desfiar pistas, os segredos que ele guardava.

Com A Herdade, apresentado no Festival de Cinema de Veneza, Tiago Guedes conta a história de várias gerações de uma família de latifundiários, fazendo «o retrato da vida histórica, política, social e financeira de Portugal, dos anos 40, atravessando a revolução do 25 de Abril, até aos dias de hoje». Foi distinguido pelo júri de crítica independente com o prémio Enguia de Ouro para melhor realização.

A série televisiva a que A Herdade deu origem foi comprada pelo canal Arte França e será exibida neste canal e em Portugal simultâneamente no próximo ano.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, introduza a sua mensagem!
Por favor, introduza o seu nome aqui

Últimas Notícias

Martim Pereira, o talento Penaguiota

Martim Pereira, Fontense de gema, tem 12 anos e é tido como a futura promessa do futebol português. Quem o conhece, fala da personalidade discreta e humilde que o caraterizam. Embora discreto, o seu talento a dominar a bola não passa ao lado dos olheiros do futebol, a quem desde cedo começou a despertar a atenção.

Tomada de posse dos órgãos sociais da FCM

Durante o dia de ontem decorreu a cerimónia de tomada de posse da nova direção da Fundação Dr. Carneiro Mesquita (FCM).

Agência CA de Fontes reabre na próxima semana

Durante a fase crítica da pandemia provocada pela COVID-19, esta agência CA manteve-se em permanente contacto com a Junta de Freguesia, no sentido de continuar a disponibilizar os serviços mais urgentes aos clientes fontenses, como o transporte e entrega das pensões aos mais carenciados ou grupos de risco e o permanente funcionamento do Multibanco.

Comércios Fontenses em tempos de pandemia – Móveis Chico e Supermercado

A vila de Fontes, em Santa Marta de Penaguião, é uma das localidades que, até ao momento, não registou qualquer caso de infeção por coronavírus.

Comentários Recentes