3.8 C
Vila Real
Sábado, Janeiro 16, 2021
Inicio Sociedade Dia 3 - Para combater a pobreza há que mudar mentalidades

Dia 3 – Para combater a pobreza há que mudar mentalidades

Segundo os dados do Eurostat (Estatísticas Europeias) Portugal está, quanto ao risco de pobreza, praticamente alinhado pela média europeia, o que signifiaria que estamos a melhorar. A realidade é um pouco mais complexa. Se a nível dos idosos se tem feito, com períodos menos felizes, desde há uma vintena de anos um esforço que mudou de facto a vida a muita gente com os complementos sociais, — ainda há muito por fazer.

Há que ter em conta que a pobreza se distribui e multiplica actualmente por outras camadas da população, nomeadamente pelas famílias jovens e jovens desempregados e empregados com baixos salários. Há cerca de 20% de pessoaas que vivem com o salário mínimo nacional e o salário médio é um dos mais baixos da Europa. Sendo Portugal um país economicamente desenvolvido, esta situação é inaceitável.

Quer a velha ideia que se fale de pobreza apenas quanto às baixísssimas ou inexistentes condições económicas das pessoas que se encontram nessa situção social, mas há que mudar mentalidades. Temos de pensar que a pobreza também está na desigualdade e na exclusão social, isto é, na falta de oportunidades para que as pessoas se sociabilizem, exerçam as suas capacidades, contribuam em sociedade para o desenvolvimento do país. A escola tem aqui também um papel, pois é essencial que deixe de haver quem fique para trás, evitando assim a criação de pobreza futura.

Graça Jacinto

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, introduza a sua mensagem!
Por favor, introduza o seu nome aqui

Últimas Notícias

Martim Pereira, o talento Penaguiota

Martim Pereira, Fontense de gema, tem 12 anos e é tido como a futura promessa do futebol português. Quem o conhece, fala da personalidade discreta e humilde que o caraterizam. Embora discreto, o seu talento a dominar a bola não passa ao lado dos olheiros do futebol, a quem desde cedo começou a despertar a atenção.

Tomada de posse dos órgãos sociais da FCM

Durante o dia de ontem decorreu a cerimónia de tomada de posse da nova direção da Fundação Dr. Carneiro Mesquita (FCM).

Agência CA de Fontes reabre na próxima semana

Durante a fase crítica da pandemia provocada pela COVID-19, esta agência CA manteve-se em permanente contacto com a Junta de Freguesia, no sentido de continuar a disponibilizar os serviços mais urgentes aos clientes fontenses, como o transporte e entrega das pensões aos mais carenciados ou grupos de risco e o permanente funcionamento do Multibanco.

Comércios Fontenses em tempos de pandemia – Móveis Chico e Supermercado

A vila de Fontes, em Santa Marta de Penaguião, é uma das localidades que, até ao momento, não registou qualquer caso de infeção por coronavírus.

Comentários Recentes

Graça Jacinto on Na cavaqueira com…
Lurdes Teixeira on Na cavaqueira com…
Graça Jacinto on Na cavaqueira com…
Graça Jacinto on Na cavaqueira com…
Acacio Mesquita Carvalho on Na cavaqueira com…
Graça Jacinto on Acidente mortal no Cóvo