20 C
Vila Real
Domingo, Abril 18, 2021
Inicio Locais Dia 4 - Na pobreza está-se sozinho

Dia 4 – Na pobreza está-se sozinho

Um quinto da população portuguesa (20%) vive abaixo do limiar de pobreza que para Portugal é de cerca de 422 euros por mês e por família. Um quinto! E se a isto juntarmos o risco de exclusão a população afectada ultrapassa os 25%.

Na pobreza está-se sozinho, o que aumenta ainda mais o sentimento e a realidade da exclusão. Vai-se a família, vão-se os amigos, com os desconhecidos fala-se (pouquíssimo) de coisas anódinas, porque a vergonha espreita (mea culpa), todos se afastam do réprobo como se a pobreza fosse contagiosa.

Claro que em muitos jornais ou programas de televisão, nas redes sociais, se chora muito os infelizes (dá cartaz), mas sempre deixando a ideia de que, lá no fundo, eles é que não souberam precaver-se.

É esta mentalidade que é necessário combater . É ela que levanta muros no caminho para uma sociedade mais igual e humana e é necessário e urgente que sejam os que mais sofrem com ela os protagonistas deste combate.

Graça Jacinto

Artigo anteriorO Pássaro da Cabeça
Próximo artigoNa cavaqueira com…

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, introduza a sua mensagem!
Por favor, introduza o seu nome aqui

Últimas Notícias

Martim Pereira, o talento Penaguiota

Martim Pereira, Fontense de gema, tem 12 anos e é tido como a futura promessa do futebol português. Quem o conhece, fala da personalidade discreta e humilde que o caraterizam. Embora discreto, o seu talento a dominar a bola não passa ao lado dos olheiros do futebol, a quem desde cedo começou a despertar a atenção.

Tomada de posse dos órgãos sociais da FCM

Durante o dia de ontem decorreu a cerimónia de tomada de posse da nova direção da Fundação Dr. Carneiro Mesquita (FCM).

Agência CA de Fontes reabre na próxima semana

Durante a fase crítica da pandemia provocada pela COVID-19, esta agência CA manteve-se em permanente contacto com a Junta de Freguesia, no sentido de continuar a disponibilizar os serviços mais urgentes aos clientes fontenses, como o transporte e entrega das pensões aos mais carenciados ou grupos de risco e o permanente funcionamento do Multibanco.

Comércios Fontenses em tempos de pandemia – Móveis Chico e Supermercado

A vila de Fontes, em Santa Marta de Penaguião, é uma das localidades que, até ao momento, não registou qualquer caso de infeção por coronavírus.

Comentários Recentes