15.7 C
Vila Real
Sexta-feira, Abril 23, 2021
Inicio Suplemento Contos de ler Carta a um jovem herói ou heroína

Carta a um jovem herói ou heroína

Kevin Kelly é um escritor, editor e estudioso da cultura digital norte-americano, fundador da revista Wired e da Whole Earth Review. Escreveu livros sobre tecnologia e sobe a qual tem uma visão optimista. O texto de hoje, Carta a um Jovem Herói, é parte do livro A Velocity of Being: Letters to a Young Reader, publicado por Maria Popova que coligiu 121 cartas ilustradas, escritas para crianças por alguns dos mais inspiradores seres humanos, sobre as razões pelas quais lemos e como os livros nos transformam.

Caro jovem herói (ou heroína)

Imagina que podes escolher o teu próprio superpoder de entre um destes três: voar, ser invisível ou ser capaz de ler. Serias a única pessoa no mundo com esse superpoder. Qual escolherias? Voar não é assim tão útil sem outros superpoderes. A invisibilidade é aceitável para fazer travessuras ou para te divertires um pouco, mas não serve para muito mais. Mas se fosses a única pessoa a saber ler… serias a pessoa mais poderosa da Terra. Serias capaz de explorar toda a sabedoria das pessoas mais inteligentes que já viveram. O conhecimento delas passava da cabeça delas, através de rabiscos no papel, directo para a tua cabeça. Aprenderias coisas com elas que nenhum mortal comum teria tempo suficiente para aprender. Serias tão inteligente quanto o total de todas elas. Não que precisasses de te lembrar de tudo. Com a leitura, basta procurar.

A leitura é um superpoder que também oferece um certo tipo de teletransporte; com ela podemos deslocar-nos um milhão de quilómetros instantaneamente. Essa sensação de imersão num lugar diferente, ou mesmo numa época diferente, pode ser tão forte que podemos não querer regressar.

Quando temos esse superpoder, podemos ver o mundo do ponto de vista de outra pessoa. Isso ajuda a proteger-nos dos erros e mentiras dos outros, bem como da nossa própria ignorância.

Cada vez mais a nossa sociedade está centrada em fotografias e imagens, o que é uma coisa bonita. Mas algumas das partes mais importantes da vida não são visíveis nas imagens: ideias, intuições, lógica, razão, matemática, inteligência. Coisas que não podem ser desenhadas, fotografadas ou retratadas. Devem ser traduzidas em palavras, organizadas numa sequência ordenada, e só podem ser entendidas por aqueles que adquiriram o superpoder da leitura.

Esse superpoder sempre estará contigo, nunca te abandonará. Pelo contrário, como todos os superpoderes, aumentará quanto mais o usares. Funciona em papel e em ecrãs. À medida que inventamos novas maneiras de ler, o seu valor e o seu poder expandir-se-ão e aprofundar-se-ão. A leitura supera sempre qualquer outro superpoder que consigas nomear.

     Kevin Kelly

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, introduza a sua mensagem!
Por favor, introduza o seu nome aqui

Últimas Notícias

Martim Pereira, o talento Penaguiota

Martim Pereira, Fontense de gema, tem 12 anos e é tido como a futura promessa do futebol português. Quem o conhece, fala da personalidade discreta e humilde que o caraterizam. Embora discreto, o seu talento a dominar a bola não passa ao lado dos olheiros do futebol, a quem desde cedo começou a despertar a atenção.

Tomada de posse dos órgãos sociais da FCM

Durante o dia de ontem decorreu a cerimónia de tomada de posse da nova direção da Fundação Dr. Carneiro Mesquita (FCM).

Agência CA de Fontes reabre na próxima semana

Durante a fase crítica da pandemia provocada pela COVID-19, esta agência CA manteve-se em permanente contacto com a Junta de Freguesia, no sentido de continuar a disponibilizar os serviços mais urgentes aos clientes fontenses, como o transporte e entrega das pensões aos mais carenciados ou grupos de risco e o permanente funcionamento do Multibanco.

Comércios Fontenses em tempos de pandemia – Móveis Chico e Supermercado

A vila de Fontes, em Santa Marta de Penaguião, é uma das localidades que, até ao momento, não registou qualquer caso de infeção por coronavírus.

Comentários Recentes