20 C
Vila Real
Domingo, Abril 18, 2021
Inicio Saúde Coronavírus: melhor prevenir que remediar

Coronavírus: melhor prevenir que remediar

A Organização Mundial da Saúde declarou ontem em conferência de imprensa que o risco de uma pandemia é muito alto. Contudo, disse um dos porta-vozes, enquanto o contágio continuar ligado ao contacto, e não se estiver a propagar livremente, é possível contê-lo.

Conter o vírus significa detectá-lo e isolá-lo, evitando mais contágio. As informações da OMS são transmitidas a todos os países com as devidas indicações do que deve ser feito e as organizações de saúde de cada país estão aptas a agir e informar os seus habitantes.

A OMS disse igualmente que há cerca de uma vintena de vacinas e várias terapêuticas a serm desenvolvidas e testadas e que se esperam resultados dentro de algumas semanas.

Em Portugal, a directora-geral da Saúde, Graça Freitas, veio explicar em conferência de imprensa que o número de um milhão de portugueses infectados pelo Covid-19, por ela indicado, é um cenário hipotético que permite programar serviços, não é algo que se esteja à espera que aconteça.

Até agora, Nenhum dos 59 casos suspeitos em Portugal foi validado.

Mais uma vez lembramos que o pânico é o pior inimigo e que se deve estar atento às informações da DGS e seguir as indicações e conselhos dados pelas autoridades da saúde.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, introduza a sua mensagem!
Por favor, introduza o seu nome aqui

Últimas Notícias

Martim Pereira, o talento Penaguiota

Martim Pereira, Fontense de gema, tem 12 anos e é tido como a futura promessa do futebol português. Quem o conhece, fala da personalidade discreta e humilde que o caraterizam. Embora discreto, o seu talento a dominar a bola não passa ao lado dos olheiros do futebol, a quem desde cedo começou a despertar a atenção.

Tomada de posse dos órgãos sociais da FCM

Durante o dia de ontem decorreu a cerimónia de tomada de posse da nova direção da Fundação Dr. Carneiro Mesquita (FCM).

Agência CA de Fontes reabre na próxima semana

Durante a fase crítica da pandemia provocada pela COVID-19, esta agência CA manteve-se em permanente contacto com a Junta de Freguesia, no sentido de continuar a disponibilizar os serviços mais urgentes aos clientes fontenses, como o transporte e entrega das pensões aos mais carenciados ou grupos de risco e o permanente funcionamento do Multibanco.

Comércios Fontenses em tempos de pandemia – Móveis Chico e Supermercado

A vila de Fontes, em Santa Marta de Penaguião, é uma das localidades que, até ao momento, não registou qualquer caso de infeção por coronavírus.

Comentários Recentes